O que sai da Boca

Por isso, santos irmãos, que participais da vocação celestial, considerai atentamente o Apóstolo e Sumo Sacerdote da nossa confissão, Jesus…” Hebreus 3:1.

 Tendo, pois, a Jesus, o Filho de Deus, como grande sumo sacerdote que penetrou os céus, conservemos firmes a nossa confissão.” Hebreus 4:14

 Do que trata a “nossa confissão” descrita nos versículos acima?

O contexto nos mostra que essa confissão não é apenas a confissão de fé do plano de salvação, uma declaração de que Jesus é Senhor e salvador, mas uma confissão diante de cada situação. A continuação do capítulo 4 diz: “..Porque não temos sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; antes, foi ele tentado em todas as coisas, à nossa semelhança, mas sem pecado. Acheguemo-nos, portanto, confiadamente, junto ao trono da graça, a fim de recebermos misericórdia e acharmos graça para socorro em ocasião oportuna. Hebreus 4:15,16.

 Diante de que situação estamos fracos?

Em que momento podemos dizer que é uma ocasião oportuna?

A resposta é: Ora, diante de cada situação dificultosa da nossa vida!

 Devemos manter a nossa confissão bíblica, diante das dificuldades pois Jesus é o Apóstolo e Sumo Sacerdote destas confissões. Sabe o que a Bíblia diz a respeito das promessas da Palavra de Deus?

 Porque quantas são as promessas de Deus, tantas têm nele o sim; porquanto também por ele é o amém para glória de Deus, por nosso intermédio. 2 Coríntios 1:20.

 NEle existe o “sim” para toda promessa de Deus, e por meio dEle (daquilo que Ele fez) é o “Amém”. Através do ministério de Jesus e daquilo que Ele fez na obra da cruz, podemos ter confiança na confissão da fé em Suas promessas.

 Que confissões devemos dizer? O que deve sair de nossa boca?

 O que deve sair são promessas, confissões positivas da Palavra, além de expressões de louvor, adoração e ações de graças.

Evidentemente o que sai das nossas bocas vai ser resultado direto das nossas meditações, daquilo em que ocupamos o nosso pensamento. Ocupe seus pensamentos com coisas produtivas e positivas! Ocupe seus pensamentos com a Palavra de Deus!

 É exatamente o que está escrito em Filipenses 4:8: Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento.

 Essa atitude de se encher da Palavra (Colossenses 3:16), de ser habitação das escrituras sagradas, formará em você uma base de pensamentos corretos que produzirão a médio e longo prazo, uma reestruturação das formas de pensamento, deixando esquemas de pensamentos enganosos, formas de pensar baseadas em sofismas, e mudando para uma nova maneira de pensar mais saudável e produtiva.

É bom que você observe que o que sai da sua boca não apenas cria uma nova realidade diante de você, mas se torna a base por onde você caminha e o objeto da sua fé.

O que você confessa se torna a sua realidade, se torna a sua vida e aquilo em que você acredita. Então deixe para traz pensamentos negativos a respeito de você mesmo e de seu futuro.

Confesse coisas como:

Sou forte! (Joel 3:10);

Sou abençoado (Efésios 1:3)

Sou curado (Isaías 53:4,5)

Sou Prospero (Salmo 112:3; Filipenses 4:19)

Sou protegido de Deus (Salmo 91; Salmo 34:7)

A fé atuante que produz grandes resultados e que é liberada com intrepidez, é antes de tudo uma fé resultante de atitudes disciplinadas em direção à mudança de pensamento e à confissão perseverante da Palavra de Deus.

Seja disciplinado com respeito ao que sai da sua Boca.

Sergio Neiva

Sobre o Autor Sérgio Neiva

Sérgio Neiva, Casado com Fabiana Neiva, Pai de Talita e Tirza. Graduado e Professor do Centro de Treinamento Bíblico Rhema Brasil. Pastor da Igreja Verbo da Vida em Maringá no Paraná.